Pais de bebê de 8 meses que faleceu no último domingo querem respostas

Na manhã desta quarta-feira (23) os pais, Patrick dos Santos e Luciana Ribeiro, da bebê de 8 meses que faleceu no último domingo esclareceram o que aconteceu no dia da morte da criança. Ambos querem respostas sobre a causa da morte da filha.

Conforme a mãe da criança, Luciana Ribeiro, algumas questões do esclarecimento prestado pela Secretaria Municipal de Saúde não estão de acordo com o que aconteceu. ” Na nota da secretaria diz que a minha filha ficou em observação por 45 minutos após tomar a injeção, mas assim que a medicação foi aplicada em poucos minutos fomos liberados para irmos pra casa.” disse.

Segundo o pai da criança, Patrick dos Santos, o casal só quer respostas sobre o que aconteceu para que a filha morresse cerca de cinco horas depois de voltar da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), sendo que a criança foi levada por estar com dor, diarréia e vômito. ” Só queremos respostas, no atestado de óbito da minha filha está escrito ‘morte desconhecida’. Queremos saber o que aconteceu, se foi a medicação, algum erro médico, ou se ela tinha alguma doença que não sabíamos.” afirmou.

De acordo com o casal, a bebê foi diagnosticada com cólica e recebeu uma injeção, além de uma receita com remédios para serem comprados. Na manhã do mesmo dia, cerca de cinco horas após retornarem da UPA os pais acordaram e se depararam com a criança desacordada. Uma equipe do SAMU foi chamada, ao chegarem na casa a criança estava em parada cardiorrespiratória.

“Não temos o que reclamar do SAMU, eles tentaram reanimar a minha filha por quase duas horas, mas infelizmente não deu.” disse o pai.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Arapongas, a comissão de ética médica interna e o comitê de investigação de mortalidade materno-infantil estão apurando os fatos.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.