Arapongas: Greve dos caminhoneiros chega ao 4º dia

A greve dos caminhoneiros chegou ao 4º dia nesta quinta-feira (24), as manifestações acontecem em 25 estados e estão causando reflexos por todo o país. Os atos são contra a disparada do preço do diesel que faz parte da política de preços da Petrobras.

No Distrito de Aricanduva, na BR 369, caminhoneiros ergueram um trator e um caminhão com a ajuda de dois guindastes e hastearam uma bandeira do Brasil, como forma de protesto.

Além da falta de combustíveis, os araponguenses já estão sentindo outros reflexos da paralisação no município. Alguns supermercados já estão sendo afetados pela falta de abastecimento de frutas e outros alimentos. A Prefeitura Municipal de Arapongas, através da Secretaria de Agricultura, Serviços Públicos e Meio Ambiente orientou a população para que não coloquem material reciclável nas calçadas para serem recolhidos, temporariamente.

Algumas revendedoras de gás GLP já estão sem o produto em estoque e estão com as portas fechadas.

Segundo os caminhoneiros que participam da paralisação na cidade de Arapongas, a população está colaborando com doações de mantimentos como, água, alimentos e cobertores. Uma equipe de socorristas da Escola de Cursos na área da Saúde, SOS Vida, está prestando apoio de saúde aos caminhoneiros que estão nos bloqueios no município de Arapongas. Segundo informações levantadas com os representantes da paralisação, alguns caminhoneiros tem problemas de saúde como diabetes e hipertensão.

Até o momento não há previsão para a paralisação ser encerrada.

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.