Revendedora de gás é autuada por preço abusivo pelo Procon em Arapongas

A revendedora de gás GLP, Roma Gás de Arapongas, foi autuada pelo Procon pelo aumento do valor abusivo do produto, sem justificativa. Por se tratar de um produto essencial ao consumidor o Procon de Arapongas entendeu a prática como um crime.

Conforme o coordenador do Procon de Arapongas, Paulo Camparotto, houve diversas reclamações nas redes sociais a respeito do Procon não estar fiscalizando a revenda. ” Por razões processuais não foi possível nenhuma manifestação por conta do Procon, hoje (19) concluímos todas as evidências, apuração dos fatos, verificação das provas e autuamos nesta manhã a empresa pelo aumento injustificado de R$ 65 para R$ 75, também foi lavrado um auto de infração pela falta de placas de exposição de preço e está sendo encaminhado para a Promotoria Pública crime contra a economia popular praticado por parte da revenda Roma Gás”. afirmou o coordenador.

Ainda de acordo com Paulo, a população teve um papel fundamental em todo o trabalho do Procon, através das denúncias, além de ser possível reaver a quantia paga a mais no produto. ” Quero agradecer a todos que ligaram no Procon e convocar todos que tenham os tickets, notas ou pagamento através de cartão de crédito e débito da empresa Roma Gás, procurem o Procon que vamos inserir esses consumidores pra tentar dentro do processo administrativo resgatar esse valor que foi pago a mais.” disse.

Segundo o coordenador, o Procon está ativo na fiscalização desde o descarregamento de gás GLP após a greve dos caminhoneiros. ” Existem prazos e algumas implicações que o Procon deve respeitar, não significa que não estamos atendendo as denúncias e fiscalizando. A população tem um papel fundamental junto ao Procon, nós verificamos todas as informações e denúncias que nos são repassadas.” finalizou.

Fonte: Procon de Arapongas

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.