CISAM: Evento encerra Campanha “Agosto Dourado”

Nesta manhã (30), o Centro Integrado da Saúde da Mulher (Cisam) realizou um evento de encerramento da Campanha “Agosto Dourado” – mês de incentivo à amamentação. O encontro contou com a presença do prefeito Sérgio Onofre, secretário de Saúde, Moacir Paludetto Júnior, gerente do Cisam, Juliana Parazzi, demais representantes da área da saúde, mães atendidas pelo setor, entre elas, as doadoras de leite materno.

Na oportunidade, o secretário de Saúde, enfatizou a importância da valorização do aleitamento materno, com ações que devem ser preservadas e contínuas não apenas em agosto, e sim, todos os dias. “Valorizar e apoiar à amamentação se faz necessário todos os dias. Sabemos dos benefícios que o leite materno proporciona aos bebês, com nutrientes fundamentais para o desenvolvimento, além de criar um vínculo ainda mais forte com a mãe. Além disso, a doação de leite materno também é um ato de cuidado e amor, para as mãezinhas que por determinados fatores, não conseguem amamentar seus filhos, colaborando também com a saúde de muitos outros bebês. Aqui no Cisam temos equipes preparadas para todo o suporte necessário às mães, e temos feito esse serviço de maneira responsável e profissional”, explica. Ele ainda acrescenta o apoio conjunto na área da saúde, com os atendimentos também realizados pelas UBS’s, nos atendimentos básicos, além do repasse recente da Prefeitura de Arapongas à Irmandade Santa Casa, no valor de R$2.345.328,00 destinados para o fortalecimento e melhoria na humanização e atenção obstétrica e neonatal, visando adequado acompanhamento das mulheres durante a gestão, parto e puérpero.

O prefeito parabenizou a atuação do Cisam junto às mulheres atendidas, e reafirmou o compromisso com a saúde em Arapongas. “É importante vermos aqui a presença de todas essas mães, acompanhadas de seus filhos, que recebem aqui no Cisam todo o atendimento necessário, desde palestras, acompanhamentos de consultas, pré-natal, entre outros, através de equipes multidisciplinares, com médicos e enfermeiros capacitados. Fazemos saúde não apenas com prédios totalmente reformulados, o mais importante é a humanização, e assim avançamos”, afirmou.

O evento contou também com a presença da enfermeira, Juliana Inserti Parra, responsável de Banco de Leite do Hospital Materno de Apucarana. “Estar aqui hoje, e conhecer vocês de perto, é muito satisfatório e emocionante. Temos atualmente em nosso quadro 90 doadoras, responsáveis em média pela doação de 70 litros de leite (mês), com isso, conseguimos realizar 3.600 dietas dos bebês mensalmente. Toda doação é muito importante, por isso, orientamos que as mãezinhas contribuam com o nosso estoque de leite materno, e as mães que precisam, podem nos procurar”, acrescenta.

Exemplo

Como incentivo à amamentação e doação de leite materno, a fotógrafa Maria do Carmo Viera, mãe do pequeno Ícaro, deu um relato sobre como o acompanhamento obstétrico, aliado ao atendimento do “Banco de Leite Humano” proporcionaram um novo começo em sua vida. “Tive meu filho aos 45 anos, e devido a complicações, tive o meu filho prematuro. Após esse processo, não pude amamentá-lo, mas graças às doações de leite de muitas mãezinhas, pude ter o meu filho comigo novamente, e o mais importante: saudável. Por isso, levanto sempre a bandeira do aleitamento materno e, contudo, sobre a doação que ajuda inúmeros bebês. Sou grata a todas vocês”, disse emocionada.

VOCÊ SABIA?

 DOAÇÃO DE LEITE HUMANO

Quem pode ser doadora de leite humano?

Algumas mulheres quando estão amamentando produzem um volume de leite além da necessidade do bebê, o que possibilita que sejam doadoras de um Banco de Leite Humano.

De acordo com a legislação que regulamenta o funcionamento dos Bancos de Leite no Brasil (RDC Nº 171) a doadora, além de  apresentar excesso de leite, deve ser saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e a doar o excedente.

Como doar?

Se você quer doar seu leite entre em contato com um Banco de Leite Humano.

Como preparar o frasco para coletar o leite humano?

– Escolha um frasco de vidro com tampa plástica, pode ser de café solúvel ou maionese;
– Retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave com água e sabão, enxaguando bem;
– Em seguida coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);
– Escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;
– Deixe escorrer a água do frasco e da tampa. Não enxugue;
– Você  poderá usar quando estiver seco.

Como se preparar para retirar o leite humano (ordenhar)?

O leite deve ser retirado depois que o bebê mamar ou quando as mamas estiverem muito cheias.

Ao retirar o leite é importante que você siga algumas recomendações que fazem parte da garantia de qualidade do leite humano distribuído aos bebês hospitalizados:

1- Escolha um lugar limpo, tranquilo e longe de animais;
2- Prenda e cubra os cabelos com uma touca ou lenço;
3- Evite conversar durante a retirada do leite ou utilize uma máscara ou fralda cobrindo o nariz e a boca;
4- Lave as mãos e antebraços com água e sabão e seque em uma toalha limpa.

Como retirar o leite humano (ordenhar)?

Comece fazendo massagem suave e circular nas mamas.

SAIBA MAIS ATRAVÉS DO LINK: http://www.redeblh.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=360

FONTE: FIOCRUZ – REDE BRASILEIRA DE BANCOS DE LEITE MATERNO