Desconto de 10% no IPTU deve movimentar contribuintes, prevê Tributação

A Diretoria de Tributação da Prefeitura de Arapongas trabalha com a expectativa de que muitos contribuintes vão aproveitar o desconto de 10% e quitar integralmente o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2020, no próximo dia 10. O mesmo percentual de desconto vale para pagamento em parcela única, no dia 10, para a Taxa de Alvará de Licença e do ISSQN Profissional Qualificado. “Na atual conjuntura, 10% é um desconto muito vantajoso. Basta lembrar que para o pagamento à vista de outros tributos, o governo está dando apenas 3% de desconto. O mesmo se aplica ao desconto para o IPTU em vários outros municípios. Por isso, nossa expectativa é de que boa parte dos contribuintes aproveitará e liquidará seu carnê no dia 10”, afirma Orlando Bieleski, diretor de Tributação da Prefeitura.

A orientação para os contribuintes que desejam aproveitar o desconto de 10% é para que não deixem o pagamento para a última hora, evitando assim longas filas nos terminais das agências bancárias e nas lotéricas. A distribuição dos carnês referentes já está em fase adiantada. O percentual de reajuste para IPTU, Taxa de Alvará e ISSQN Profissional Qualificado é de 2.72%.

Além do pagamento à vista, com 10% de desconto, no dia 10 de fevereiro, o contribuinte também poderá optar pelo pagamento em cota única até o dia 10 de março, porém com 7% de desconto. Se preferir, poderá ainda dividir em dez parcelas mensais, sem desconto, sendo que a primeira parcela também vence no dia 10 de março.

A Secretaria de Finanças reforça ainda que os contribuintes que não receberem o carnê até a data de vencimento devem procurar o Departamento de Tributação da Prefeitura e retirar a segunda via sem custo. Outra possibilidade é imprimir os boletos a partir do site da Prefeitura (www.arapongas.pr.gov.br). Entre IPTU, Taxa de Alvará e ISSQN Profissional Qualificado, estão sendo distribuídos 63.853 carnês.

O IPTU é também chamado por alguns administradores como o “Imposto Cidadão”. Isso porque, ao contrário dos demais tributos, que seguem para o Estado e a União, revertendo pequena parcela para a Prefeitura, o IPTU fica integralmente no município, bancando obras e serviços para a coletividade.

Fonte: Prefeitura Municipal de Arapongas