Forças de Segurança desenvolvem campanha “Folião tem que ter Samba no pé e Juízo na cabeça”

Durante os cinco dias de festividades do Carnaval Nas Asas do Samba, a Secretaria Municipal de Segurança, aliada às Forças de Segurança (Guarda Municipal, Detran, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Grupo de Exploradores Feras do Sul de Arapongas) desenvolveram um papel fundamental, levando orientações aos motoristas, motociclistas e também pedestres, que trafegam por trechos da Avenida Rouxinol. Entre os avisos e informações, a campanha “ Folião tem que ter Samba no pé e Juízo na cabeça”, abordou temas como: verdades sobre a Lei Seca, perigos e os riscos de dirigir após ingerir bebida alcoólica, uso do cinto de segurança, entre outros. Mais de 2500 panfletos foram entregues. “Temas importantes para a segurança do trânsito, em especial, durante o período de carnaval, são fundamentais e muito válidas. É sempre bom reforçar questões e práticas que respeitam vidas”, disse o secretário de Segurança, Paulo Argati. Durante as ações, as equipes distribuíam panfletos, bafômetros descartáveis –  na ação de sexta-feira, e orientações sobre verdades e mitos da Lei Seca.


VOCÊ SABIA?


Verdades sobre a Lei Seca:

Tolerância Zero: qualquer concentração de álcool, o condutor já estará sujeito às penalidades.

Penalidades:

Multa no valor de R$ 2.934,70; podendo chegar a R$ 5.869,40 (no caso de reincidência no período de 12 meses)

Se a concentração de álcool for igual ou superior a 0,3 miligramas por litro de ar, o infrator responderá por CRIME.

Penas: detenção, de seis meses a três anos e multa
Mitos sobre a Lei Seca:

Tomar café forte ou um banho frio, “cura” a embriaguez e os efeitos do álcool no organismo.

O café é estimulante e o banho frio dá a sensação de “despertar”, mas estes não são capazes de anular ou diminuir os efeitos do álcool no organismo.

O motorista pode ser multado por ter utilizado enxaguantes bucais ou ter consumido um bombom com licor

De fato, o bafômetro é capaz de detectar a presença de álcool se o teste for realizado IMEDIATAMENTE após a pessoa ter consumido ou utilizado estes itens. Nesses casos, a orientação é que o motorista informe o fato ao agente. Dessa forma, o condutor pode fazer bochechos com água a fim de retirar resíduos de álcool da boca, antes de realizar o teste.

Fonte: Prefeitura Municipal de Arapongas