CORONAVÍRUS: Força-tarefa fiscaliza e pede fechamento de bares e lanchonetes em Arapongas

Profissionais da Secretaria de Saúde e da área de Segurança saíram em comitiva na noite deste sábado (21) percorrendo a avenida e outras vias da área central, além dos bairros, pedindo o recolhimento da população, o fechamento de bares, lanchonetes e de outros pontos de aglomeração, como forma de prevenção contra o coronavírus. O grupo percorreu a região do Flamingos, Avenida Arapongas, Gaturamo, Jardim Primavera, Araucária, Interlagos, subindo pela Uirapuru, Rouxinal e toda a Zona Sul e dirigindo-se depois para o distrito de Aricanduva. “Queremos que a população se conscientiza de que o problema é muito sério e que o momento não admite vacilo. Sabemos que é final de semana e que muitas pessoas querem se divertir, mas estamos numa situação de emergência”, afirma o secretário da Saúde, Moacir Paludetto Júnior.

Pela manhã, outra carreata percorreu a Avenida Arapongas, onde, apesar dos alertas feitos pelas autoridades da Saúde, havia grande concentração de pessoas. Um carro de som, disponibilizado pelo Departamento de Comunicação da Prefeitura, também percorreu a área central e vários bairros, de manhã até as 22 horas, pedindo para que as pessoas, principalmente as que têm mais de 60 anos, permaneçam em suas casas. O trabalho com carro de som segue neste domingo e se estende ao longo da semana. O apelo das autoridades também foi divulgado pelos veículos de comunicação e pelas redes sociais.

O próprio prefeito Sérgio Onofre dirigiu-se para a Avenida e gravou mensagem alertando para a gravidade do momento e pedindo para que as pessoas se dispersassem e voltassem para casa. A partir de hoje (22) e por um prazo de 15 dias, o comércio deve permanecer fechado em todo o município de Arapongas, com exceção de farmácias, mercados, postos de combustível e outros serviços considerados essenciais.

Também estão suspensos missas e cultos, atividades esportivas, eventos culturais etc. O decreto municipal que estabeleceu essas medidas prevê punições nas áreas cível e criminal para os infratores.